Bem Vindos ao Segundo Semestre de 2011



Caros colegas acadêmicos, mais um semestre se inicia. Mas este, em especial, nos é comemorativo. No segundo semestre de 2011 a possível Expansão e Reestruturação da Universidade Federal de Santa Catarina completa dois anos de inicio, de fato, de suas atividades acadêmicas comtempladas nos Campi instalados no Interior do Estado: Joinville, Curitibanos e na nossa querida cidade de Araranguá. Como é bonito ver essa magestosa senhora quinquagenária, há dois anos lançando sementes nas terras férteis do nosso interior. Como é jucundo ver tão sapientíssima dama, com seu serne fornido como rocha, fixando raizes cada vez mais distantes de seu tronco.
Mas, em minhas colocações, deixo brechas a, ao menos, duas contestações. Uma vem dos camponeses e agricultores que podem questionar minhas teorias agrícolas de plantio dizendo que antes de lançar as sementes há um processo longo e trabalhoso. É preciso que o solo seja trabalhado, adubado e arado, caso contrário as sementes acabarão por perder-se em meio a terras infecundas, despreparadas a acolhê-las. É claro que a semente sozinha acaba por corromper-se e como se ainda pudesse servir para alguma coisa se converte no seu último, e inerte, estágio: vira adubo. Não se pode sacrificar as primeiras sementes em nome de um colheita incerta.
Outra indagação poderá vir dos físicos, pois quanto maior a distância menor a troca de temperatura entre dois corpos, ou dos biólogos que contestariam a seiva distribuida à planta de tão grandes proporções. Até quando ficaremos a mercê de um astro com luz própria a nos aquecer? Para sempre teremos de ser Iluminados? Poderá, um dia, o broto (se é que o há) igualar-se ao tronco?
Caros colegas, bem vindos ao segundo semestre de 2011, que só não é a repetição do segundo semestre de 2009 por que temos 20 vezes mais alunos. Bem vindos ao segundo semestre de 2011 onde repetimos lutas travadas há mais de 40 anos.
Não é nossa culpa termos sido lançados em terreno despreparado e como sementes fecundas, porém enganadas, tentamos ainda germinar em meio a enormes pedregulhos. Se não somos responsáveis pelo plantio, jamais poderemos descomprometermo-nos com a frutificação.
Não podemos nos acomodar na posição de broto, queremos mais! Queremos ter serne, tronco, seiva própria, e já passa da hora!
Para ser mais incisivo, sementes todas, reunamo-nos! É hora de escolhermos o terreno em que vamos germinar!
Portanto, caros colegas, bem vindos ao segundo semestre de 2011, onde ainda Queremos ser UFSC!

O que você achou?

0 comentários:

Postar um comentário